Você já sentiu uma falta profunda de algo que não soube identificar?

Já preencheu espaços em você com relacionamentos que no fim não te trouxeram benefício nenhum?

Alguma vez tentou se desviar ou abafar esse sentimento colocando “coisas e pessoas” na sua vida, neste lugar?

Pois é, o nome disso pode ser carência. Neste post vou esclarecer como identificar e dar três dicas + um bônus de como lidar e estabilizar esse sentimento.

Entendendo de que fomos feitas

Eu acredito que somos divididas em três partes: corpo, alma e espírito. E não podemos ignorar nenhuma delas pelo simples fato de causar um desequilíbrio na nossa estrutura.

A carência é uma necessidade da alma. É denominada como uma falta, uma privação. Da mesma maneira que o nosso corpo físico precisa ser alimentado, nossa alma e nosso espírito também precisam.

Na nossa alma, estão concentrados todos os nossos sentimentos e somos o que consumimos. Se você se cerca de boas experiências, bons pensamentos que lhe trazem alegrias e satisfações saudáveis isso será refletido em seus sentimentos do mesmo modo que o contrário também é verdadeiro.

A carência nos alcança pelas faltas, pela escassez. É quando nossa companhia não é suficiente para preencher as nossas lacunas e precisamos colocar algo ou alguém em nosso lugar para fazer um papel que é nosso.

O motivo da carência

Nunca me disseram na vida que eu precisava de me relacionar comigo mesma, que precisava cuidar das minhas emoções para não ser dependente emocionalmente dos outros. Mas assim fui vivendo.

Com o passar dos anos a vida foi ficando solitária e a carência me atravessou. Porque faltava alguém na minha vida: eu.

A carência não é sobre como você está hoje, é sobre o que você plantou lá atrás. Nossas carências são resultado das nossas escolhas no passado. É uma conta de ontem que chegou para pagar hoje.

Mas não precisa ser sempre assim, você pode começar a plantar hoje a graça que você quer receber amanhã.

Quero te apresentar três passos para combater esse mal que te isola e maltrata suas emoçoes.

1 – Investigue seu coração

Tente entender o motivo da sua dor. Se faça perguntas do tipo: que situações provocam episódios de carência?  Porque eu dependo tanto dos outros para me sentir bem? O que posso ganhar deixando de ser carente?

Pensamos que a nossa felicidade está nas mãos do outro, que só o outro pode acabar com a nossa dor.

Muitas vezes tendemos a acreditar que só existe uma maneira de suprir a carência, mas isso não é verdade. Existe um caminho no amor próprio e na auto-confiança que só você trilhar. Mas terá que descobrir a causa de sua carência, tratá-la e dar um significado curado para ela.

2 – Trate seus relacionamentos

Dar a importância adequada para seus relacionamentos fará toda a diferença em sua vida. Não dê para as pessoas poder para te preencherem, de saciarem suas necessidades emocionais.

Primeiro, é muita responsabilidade com grande margem de erro. Segundo, que elas podem simplesmente não serem suficientes para o tamanho do vazio que você tem na alma. Terceiro, elas podem não querer ocupar esse espaço.  E além de carente você acabará frustrada.

Empregue tempo em corrigir relações que acabaram se tornando danosas por causa de suas altas exigências. A carência parece um buraco sem fundo, quando você pensa que está chegando ao fim continua caindo.

3 – Seja feliz sozinha

A maioria das coisas que você procura nas outras pessoas você tem, mas não se dá a chance de descobrir.

Porque sempre coloca algo ou alguém no lugar que é seu.

Um exemplo disso é quanto você transforma seu marido ou namorado o centro da sua vida. Quando isso acontece a tendência é você satisfazer as vontades dele sem reciprocidade, daí o vazio nunca acaba e você se afunda cada vez mais.

Geralmente procuramos nos outros uma relação de confiança e amor.

Já parou para pensar que pode encontrar isso em você mesma? Não para dar para o outro, mas para oferecer a você?

Quanto tempo você passa consigo mesma? Quanto tempo investe em se autoconhecer? Em se concentrar na sua parte boa, engraçada, leve e bonita? Nas coisas que você gosta de fazer como: testar uma receita nova, colorir, passar um dia no spa, escrever cartas, algo que te faça sorrir sozinha.

Geralmente não conseguimos nos sentir plenas sozinhas porque valorizamos mais o outro do que a nós mesmas.

Damos um valor absurdo para as qualidades e presença deles e desprezamos a nossa e quando o outro nos falta a gente “dá pane”.

Por isso se cuide, se descubra, se ame, se deseje, se queira, se permita, se corrija.

Só podemos dar aos outros o que temos. Só podemos amar genuinamente se tivermos amor-próprio primeiro. Trilhe o caminho do auto-conhecimento. Vale a pena.

Torne-se a pessoa agradável e maravilhosa que você quer por perto. 

Faça as pazes com você!

Lidar de maneira válida com suas carências vai lhe permitir relacionamentos benéficos, estáveis e duradouros, além disso serão as pessoas que farão questão de estar na sua companhia.

Expectativas nos lugares certos (bônus)

A Bíblia diz em Salmos 27:4 assim: “Agradá-te do Senhor que Ele satisfará os desejos do seu coração“.

Se você não tem um relacionamento contínuo e significativo com Deus também está propicia a ter mais uma dor intensa e profunda em seu espírito. Isso mesmo. Nosso espírito também precisa de alimento, sente fome e sede.

O seu espírito é o que te liga a Deus.

Muitas vezes quando você se sente em ordem e aparentemente tudo está no lugar, no entanto há algo errado, uma tristeza que não consegue identificar, uma vontade que não sabe de quê.

Sabe aqueles dias em que acorda e diz: queria comer, hum…, mas não sei o que é, ou queria estar em um lugar, mas também não sei onde? Isso é porque traduzimos a fome do nosso espírito, a necessidade que ele tem de Deus para algo que conhecemos como comer, beber, sair, ver tv, etc.

Tentamos suprir uma grandeza que está plantada dentro de nós com coisas inadequadas quando só Deus pode preenchê-la e sustentá-la.

E você só consegue isso sendo amiga íntima Dele, dedicando tempo.

Sem esse relacionamento você corre o risco de experimentar uma vida incompleta e inconstante.

Sem dizer que não existe nada quebrado em você que Ele não possa consertar. Ele te projetou, sonhou com você.

É o único que pode atender as suas carências mais profundas. Que pode te tocar e curar onde ninguém mais pode.

Basta chamar por Ele.

E Ele vem para atender a esperança do seu coração, certamente porque é o guardião dos seus anseios.

Você precisa lidar com suas carências para ter uma vida plena para a qual você foi gerada.

Seja bárbara com você, reordene-se e encontre a alegria e a paz gratuita que te espera.

Se este texto fez sentido pra você ou fará para alguém que você conhece compartilhe em suas redes sociais, seja canal de benção para alguém.

 

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert